Quarta, 09 Outubro 2019 16:25

PSL COM ROMERO E BOLSONARO OU NÃO?!

Avalie este item
(0 votos)

“Todas as nossas ações serão em sintonia com o presidente”, afirma Romero Reis.

REDAÇÃO AgênciaNorte

agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Olha só.

Temos um presidente da República que veio e quebra muitos paradigmas, e sendo um homem acima de tudo sincero, às vezes sendo demais, a quem afirme que Jair Bolsonaro pratica o 'sincericídio'...Oras, outros muitos dirão, 'que antes isto do que termos no passado um bando de governos ladrões, o que hoje ainda pagamos tal conta.

Mas, bem, mais uma polêmica feita quando Bolsonaro expôs uma posição particular dele, em não se prounciar o PSL, numa certa gravação.

Pronto, isto bastou para se criar uma celeuma em torno disto!

E diante desse quadro político, que vai afunilando o período eleitoral do ano que vem, em Manaus surgiu uma pressão no PSL amazonense, e o pré-candidato à prefeitura da Capital, Romero Reis declarou que acredita numa força imperiosa, a do diálogo. Porém, Reis deixa claro que sobre eleição de 2020 e o futuro do PSL passará pelas orientações do presidente Bolsonaro em sintonia com cada Estado.

Hoje, o PSL amazonense tem em Romero Reis o nome em construção, que vem crescendo para esta corrida municipal, e de forma particular conta com a simpatia do presidente Bolsonaro. O empresário, ex-major do Exército Brasileiro, tem relação pessoal de longa data com o presidente da República, tendo servido no mesmo grupamento paraquedista. Homem experiente, tem na ética e a lealdade fortes traços que hoje a socoiedade amazonese quer ver mais na política.

“Bolsonaro é muito claro quando coloca como linha principal do seu governo, a regra de que o Brasil está acima de todos. Isso inclui indivíduos e siglas partidárias. É o pensamento do militar, que sabe que defender o país e sua população é o mais importante nesse momento. Mas nós caminhamos aqui com o PSL, então acreditamos no diálogo”, garante Romero Reis.

O Amazonas passa por um momento de profunda transformação, onde assim como o país decidiu por algo novo e transparente, o cabôco quis o jovem Wilson Lima governador. E temos tido uma administração estadual, que vem primeiramente apagando os incêndios deixados por governo passados - e os rombos são muitos. E diante deste novo quadro, que cresce em ter mais novos nomes na política para o ano que vem, o PSL entende que isto tem que se somar com pessoas mais gabaritadas, experientes não só politicamente, e que passem confiabilidade.  

Daí, do lado do grupo do PSL ligado ao presidente Bolsonaro, o nome do deputado Pablo não é visto como o candidato que agrege, que some partidos e que sequer ele tenha a devida ressonância junto à população. Vive, o deputado Pablo, um mandato de certo modo medíodre, com ligações próximas ao presidente nacional do partido, dep. Luciano Bivar, este que enfrenta acusações de atos ilegais; e além disto seria muito imaturo do PSL colocar um jovem deputado numa eleição municipal, quando mal ele entrou na política. Mlehor servir ao seu mandato e ganhar mais experiência. 

Por fim, a imprensa indagando se o PSL de Bivar tem interferido na política do Amazonas, Romero Reis enfatizou que ele está de acordo com o que o Presidente da República expõe, o que para o PSL nacional o pensamento é outro.

Bom, a verdade é que o próprio Bolsonaro já disse que ano que vem a eleição será decidida com ele, afirmando quem serão os candidatos a prefeitos, e isto ouvindo o PSL em suas bases, claro, mas, a palavra final será dele. Daí, dito isto, hoje, cresce um nome no partido amazonense, e ele não é de deputado.

Mais nesta categoria: « DOR QUE NÃO PODE SER DIRIMIDA...